Universidade Sénior

Parque das Nações

Missão

A Universidade Sénior (US) de Rotary Parque das Nações, do Rotary Club Lisboa Parque das Nações, tem a missão de permitir a cada estudante sénior adquirir, partilhar, atualizar ou aprofundar competências, conhecimento e experiências nas áreas da saúde, das ciências sociais, tecnológicas e exatas, das humanidades e da cultura. Para isso, a US conta atualmente com um corpo docente experiente, dinâmico e com paixão pelo ensino, com o propósito último de convidar cada estudante a sair do lugar de conforto, desafiando o encontro de novos compromissos e de novas amizades.

O logótipo

A configuração e as cores do logótipo assemelham-se à roda dentada do emblema do Rotary International. Os 11 dentes da roda rotária significam: amizade, abraço, companheirismo, compromisso, comunicação, conhecimento, fraternidade, partilha, sabedoria, realização, união. As cinco pontas dos dedos simbolizam o “amarrar” e o “dar a mão ao desconhecido”. A cabeça humana em forma de ponto de interrogação transmite a capacidade permanente de questionar por parte do estudante sénior. Os pontos e a interligação tem o significado de "conhecimento" e capacidade de transformar o mesmo em "sabedoria”.

Dedicada à aprendizagem ao longo da vida

A US Parque das Nações é uma organização sem fins lucrativos para pessoas a partir de 50 anos de idade, as quais consideram que a aprendizagem ao longo da vida é essencial para a realização pessoal.

A Universidade Sénior oferece

  1. Disciplinas organizadas em dois semestres.

  2. Seminários mensais abertos e gratuitos ao público de todas as idades (presenciais e/ou a distância).

  3. Workshops e saídas técnicas no âmbito da colaboração com outras universidades.

  4. Um programa variado de experiências de viagem.

As disciplinas não requerem exames e não geram créditos académicos. É necessário ser membro da US Parque das Nações para participar em qualquer uma das disciplinas, exceto no programa de seminários.

Destaques

Evento especial de final de ano letivo 2020/21

8 junho 2021: Concerto no âmbito do programa de apoio aos artistas, Workshop de Massagem Relaxante e Descontracturante (Rute Pereira) e Lanche partilhado. Tudo dentro das regras estipuladas pela DGS. Obrigado e até setembro!

Regresso às aulas presenciais

A porta está aberta: Venha conhecer a sua casa!

Programa


22 de março (segunda-feira)

Zoom: https://videoconf-colibri.zoom.us/j/88932808362


14h00-14h30

Sessão de Abertura

Pedro Colaço, Presidente do Rotary Club Lisboa Parque das Nações


“O Papel da US na Sociedade”

Elói Figueiredo, Presidente da US Parque das Nações


14h30-15h30

Fotografia: “Para lá da fotografia descritiva”

Sidónio Garcia


15h30-16h30

Palestra: “A Pandemia e as Desigualdades Sociais”

Lina Lopes, Deputada à Assembleia da República


23 de março (terça-feira)

Zoom: https://videoconf-colibri.zoom.us/j/88932808362

14h00-15h30

Viver com Música: “Como ouvir a música. Café-concerto”

Jean Marc


24 de março (quarta-feira)

Zoom: https://videoconf-colibri.zoom.us/j/88932808362

14h00-15h30

Medicina Natural: “Cosmética Natural: Uma abordagem terapêutica”

Rute Pereira e Patrícia Meta


25 de março (quinta-feira)

Zoom: https://videoconf-colibri.zoom.us/j/88932808362

14h00-15h30

História: “O Remexido”

Maria de Lurdes Martins

A aprendizagem é a nova refoma garantida

A resiliência humana pode ser definida como a capacidade de lidarmos com problemas, adaptarmo-nos às mudanças, ultrapassarmos obstáculos e resistirmos à pressão em situações adversas.

A pandemia da Covid-19, para além de um problema de saúde pública, tem-se revelado uma fonte de adversidades que está a exigir – e exigirá – um apoio diferenciado das instituições de natureza social, como a Universidade Sénior (US) Parque das Nações, do Rotary Club Lisboa Parque das Nações. O mediatismo das notícias diárias e as mudanças culturais que atualmente nos deparamos refletem a emergência de um novo paradigma de apoio social nunca antes imaginado.

Nós estamos a viver uma experiência natural e a aprender da forma mais difícil novas formas de apoio social. Neste contexto, a US tem atualmente uma responsabilidade acrescida para com os cerca de 7500 habitantes da nossa freguesia com mais de 50 anos, isto é, aproximadamente 30% da população.

Como instituição de natureza social que procura, há mais de seis anos, ser um espaço de formação contínua, a US teve, no início deste ano letivo, como grandes objetivos “manter – com a segurança apropriada – as aulas presenciais e apostar na modernização digital, de forma a isolarmos a solidão e fomentarmos a conetividade permanente”. Contudo, a carga emocional provocada pela segunda onda da pandemia está a obrigar à adoção de objetivos complementares, apoiados por um conjunto de docentes que têm voluntariado o seu espírito de missão para motivar os estudantes a superar os obstáculos da pandemia.

Assim, em alinhamento com muitas instituições de ensino dos estados europeus, é nossa intenção continuar a manter a US aberta com regras de segurança proporcionais aos níveis de contágio. O risco de manter as portas abertas é certamente não nulo, mas de acordo com as regras decretadas pelo Governo, nós estamos a tentar mitigar os perigos exigindo uso de máscaras e garantindo o distanciamento social em espaços abertos e ventilados. Contudo, não iremos manter a US aberta a qualquer preço, pelo que avaliamos permanentemente as condições de segurança de todos os envolvidos.

Para o 2.º semestre deste ano letivo iremos reforçar a oferta formativa nas áreas das ciências sociais e das artes, bem como implementar uma tipologia inovadora de comunicação e partilha de experiência e conhecimento – o “Ensino Invertido” –, onde cada estudante terá a oportunidade de subir ao púlpito para ministrar seminários e palestras em temas à sua escolha, de forma a despertar o máximo de conhecimento que há em si e partilhar o mesmo com os seus colegas e docentes.

Tal como mencionado por Heather E. Mcgowan, coautora do livro “The Adaptation Advantage”, e reforçado por Thomas Friedman num artigo recente no New York Times, nós também acreditamos que a aprendizagem é a nova reforma garantida e a US é uma nova fonte de resiliência.


Elói Figueiredo | Revista Portugal Rotário, n.º 270, janeiro 2021.

Grupo de Fotografia

Conjunto de fotografias tiradas pelos nossos estudantes da disciplina de Fotografia 2020/21.

23 de dezembro de 2020

Prof. Sidónio Garcia

Feliz Natal 2020!

Os Estudantes, os Docentes e a Direção da Universidade Sénior Parque das Nações desejam a todos um Feliz Natal e um Excelente Ano 2021!

10 de dezembro de 2020

Universidade Sénior como fator de resiliência

A resiliência humana pode ser definida como a capacidade de lidarmos com problemas, adaptarmo-nos às mudanças, ultrapassarmos obstáculos e resistirmos à pressão em situações adversas.

A pandemia da Covid-19, para além de um problema de saúde pública, tem-se revelado uma fonte de adversidades que está a exigir – e exigirá – um apoio diferenciado das instituições de natureza social, como a Universidade Sénior (US) Parque das Nações, do Rotary Club Lisboa Parque das Nações. O mediatismo das notícias diárias e as mudanças culturais que atualmente nos deparamos refletem a emergência de um novo paradigma de apoio social nunca antes imaginado.

Nós estamos a viver uma experiência natural e a aprender da forma mais difícil novas formas de apoio social. Neste contexto, a US tem atualmente uma responsabilidade acrescida para com os cerca de 7500 habitantes da nossa freguesia com mais de 50 anos, isto é, aproximadamente 30% da população.

Como instituição de natureza social que procura, há mais de seis anos, ser um espaço de formação contínua, a US teve, no início deste ano letivo, como grandes objetivos “manter – com a segurança apropriada – as aulas presenciais e apostar na modernização digital, de forma a isolarmos a solidão e fomentarmos a conetividade permanente”. Contudo, a carga emocional provocada pela segunda onda da pandemia está a obrigar à adoção de objetivos complementares, apoiados por um conjunto de docentes que têm voluntariado o seu espírito de missão para motivar os estudantes a superar os obstáculos da pandemia.

Assim, em alinhamento com muitas instituições de ensino dos estados europeus, é nossa intenção continuar a manter a US aberta com regras de segurança proporcionais aos níveis de contágio. O risco de manter as portas abertas é certamente não nulo, mas de acordo com as regras decretadas pelo Governo, nós estamos a tentar mitigar os perigos exigindo uso de máscaras e garantindo o distanciamento social em espaços abertos e ventilados. Contudo, não iremos manter a US aberta a qualquer preço, pelo que avaliamos permanentemente as condições de segurança de todos os envolvidos. 

Para o 2.º semestre deste ano letivo iremos reforçar a oferta formativa nas áreas das ciências sociais e das artes, bem como implementar uma tipologia inovadora de comunicação e partilha de experiência e conhecimento – o “Ensino Invertido” –, onde cada estudante terá a oportunidade de subir ao púlpito para ministrar seminários e palestras em temas à sua escolha, de forma a despertar o máximo de conhecimento que há em si e partilhar o mesmo com os seus colegas e docentes.

Tal como mencionado por Heather E. Mcgowan, coautora do livro “The Adaptation Advantage”, e reforçado por Thomas Friedman num artigo recente no New York Times, nós também acreditamos que a aprendizagem é a nova reforma garantida e a US é uma nova fonte de resiliência.

 

Elói Figueiredo

Presidente da US Parque das Nações

Artigo publicado no Jornal Notícias do Parque, n.º 116, dezembro, 2020

Workshop #5 - Recursos Minerais

Pedro Duarte, 26 de novembro de 2020

Viver com Música

Disciplina de Jean Marc, do Programa Especial de apoio à Cultura, 24 de novembro de 2020

Workshop #4 - Iniciação à Aguarela | 19 novembro 2020 | Fernanda Lamelas

Workshop #2 - 22 Outubro 2020 - Fernanda Lamelas

LINHAS, PONTOS, TRAMAS, SÂO A BASE DO DESENHO

A linha e as tramas são a base do desenho. Através delas conseguimos dar a noção de claro/escuro e também do volume do que desenhamos. A noção de perto e longe. A noção do tipo de superfície dos objectos, etc., etc. Vamos fazer primeiro exercícios a caneta, exercitar diversos tipos de trama, e as diversas intensidades. Seguidamente iremos usar o que aprendemos para desenhar um objecto à vista, escolhendo um tipo de trama.

O workshop é aberto a toda a comunidade, segundo inscrição prévia através do seguinte link https://forms.gle/VznU1idm7HkA3qna6 ou através de e-mail (geral@usparquedasnacoes.pt).

Jornal Notícias do Parque

Sessão de Boas-vindas 2020/21

Inscrições no ano letivo 2020/21

Vimos por este meio informar que já estão abertas as inscrições para o novo ano letivo! Assim, convidamos todos os estudantes seniores interessados em frequentar o ano letivo 2020/21 a preencher a Ficha de Inscrição de Estudante online.

As inscrições poderão também ser realizadas em modo presencial, no Hotel Executive VIP Art's, nas seguintes datas:

  • Quinta-feira, 10/09 das 10-12h;

  • Sexta-feira, 11/09 das 14-16h;

  • Segunda-feira, 14/09 das 10-12h;

  • Terça-feira, 15/09 das 10-12h.

Mais informamos que estamos a tomar as medidas de segurança necessárias para assegurarmos as aulas em modelo de ensino presencial.

2.º Seminário a Distância

1.º Seminário a Distância

Lanche de Natal da Família da US Parque das Nações

A direção da US Parque das Nações agradece o entusiasmo das mais de 40 pessoas que participaram na festa de Natal 2019, em modo de final do 1.º semestre.